ALÉM DO MAR

Tarde de verão.

Sentada na areia da praia

Contemplo a lua

Esplendorosa, bela

Surgindo na imensidão.

Uma angústia aperta meu peito

Ninguém pra me consolar.

O meu coração chora

Nada me impede

O meu direito de pensar.

Meu pensamento voa

Voa distante

Procurando encontrar

Uma alma amante

Para me consolar

Deixa que eu cante

Tal um boêmio vadio

Em noite de luar.