MINHA MÃE

Nos seus momentos de alegria ou amargor,

você acalmava, transmitia força e segurança.

Traçava novos caminhos com sorriso e amor.

Curava as dores e renovava a esperança.

Angústias escondidas para me fazer seguir.

Sonhos sonhados, pelo prazer de me ver feliz.

Fantasias sublimadas para me fazer sorrir...

sem nunca desistir desta sua aprendiz.

E agora, Mãe! Ao vê-la assim tão ausente,

vendo sua fragilidade e, ao vê-la assim, acaricio

os riscos em sua face, marcas do nosso tempo .

Nem vejo mais o brilho de seus lábios sorridentes!

Com palavras sufocadas prometo sinceramente,

- Mãe! Eis-me aqui. Eu a abraço e cuido de ti.