Prefácio para a autora Maria do Rosário Silva Santos

Maria do Rosário Silva Santos é advogada, poeta e pintora é membro correspondente da Academia Feminina Espírito santense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo. Como pintora tem recebido prêmios, troféus e diplomas.

Neste mais novo trabalho, Maria do Rosário, numa tentativa bem sucedida de aproximar o texto literário com o plástico, nos brinda com mais uma excelente obra de alto estimulo cultural.

Além do estímulo visual de pinturas sugestivas da autora/pintora, Maria do Rosário resgata histórias de grande evocação cultural e oportuniza a novas gerações o contato com histórias formadoras do imaginário popular.

Enquanto a pintura prioriza o espaço, a cor, a linha, a forma, a poesia privilegia a palavra.

A poesia sugere imagens criadas pela subjetividade das palavras e a pintura vai ao encontro das palavras sugeridas pela imagem.

Na obra da escritora capixaba o diálogo entre as artes visuais e a literatura vem acompanhado de limites rígidos entre as diferentes linguagens e em consequência aproxima as artes. A quebra de fronteiras entre o texto e a imagem visualizada da escrita incorpora elementos gráficos e imagens aos seus trabalhos.

O texto cruza os campos da imagem e da escrita e se apropria de suportes não convencionais. Apropria-se de elemento da poesia, do desenho e signos da escrita que entram como elemento da pintura e Incorporam significados, formas e temporalidades de suportes.

Sob a forma de poesia e contos apropria-se do folclore encontrando a melhor forma de expressão popular e lúdica sem se descuidar da correção da língua que se apresenta de forma impecável e clara.

Através de literatura poética discorre sobre filosofia de vida de um povo, promove elevação de alma e fala de verdades possíveis e desejos incontroláveis. Vai além de um fenômeno estético, de uma manifestação cultural. Recupera imagens reais, constrói novas formas e representações. Preocupa-se com a beleza e o efeito emocional que as palavras despertam no leitor.

Enfim, este é um livro feito para quem gosta de ler, de criar, de falar, de rir, de criticar, de participar, de argumentar, de debater, de escrever.

É um livro para todas as idades. Para todos que desejam interagir com as pessoas e com o mundo.

Por fim, é um prazer estar perto, aprender e conhecer novas experiências com Maria do Rosário, intelectual preocupada com a verdade e as sutilezas da vida.