ESTIMAÇÃO


Este meu Barão risonho,

quando não ganha um bom dengo,

logo ele fica tristonho,

e até parece um quengo[1]


E esta cara de safado

de quem quer receber dengo

- quem aguenta este coitado?

que até parece ser tengo[2].


Veja bem, o amigo que é;

ele está comigo então,

se saio, bate o pé,

quer ir, querido Barão!


Barão vai com qualquer um,

tem um grande coração.

Perigo, não vai nenhum,

não foge de bicho papão.








[1] Quengo: bobo, incapaz, tolo. [2] Tengo: proveitar-se de alguém, aproveitador, que faz habitualmente.