Adeus sombrio

Cada momento que passa

Uma vida se perde

Vida danada, amofinada

Tantos conflitos

Vultos que se cruzam

Mundo pequeno

Mãos que se apertam

Num adeus sombrio.

Vem recordações.

Beijos do vento

Olhares aflitos

Palavras amargas

Pedindo explicações

Mente cansada

Coração ferido

Um grito de dor

Um choro sufocado

Foi tudo que restou

O tempo não dá voltas

Dá reviravoltas

Incoerente

Brincando com a gente

Levando sonhos

Trazendo esperanças.

Em um sorriso bisonho

De uma criança.