Deixe que eu cante

A minha vida

longa vivida

muitas lembranças me traz

há tantas belezas

que certas tristezas

vão ficando atrás.

Deixe que eu cante

esse lugar fascinante

ar puro, águas cristalinas

que vem do mato a correr.

Deixe que eu cante

o remanso dessas águas

leito macio aconchegante

sol a redoirar meu corpo

que flutua, descansa.

Deixe que eu cante

a brisa, o sonho relaxante

a natureza em Deus.

Deixe que eu cante

as noites enluaradas

estradas percorridas

arrobas da juventude

arrebatamento da vida

Fantasias dos sonhos meus.