POETA

O poeta ao poetar transpira emoção. É ser refulgente. Embeleza o mundo, reconstrói o real trabalhando o imaginário. Busca no outro o amor sublime da vida, a rosa oculta no jardim, a melodiosa tarde empassarada...

Admira o belo! Simplesmente, o belo sem julgamentos, nem sei se por intuição ou se por conceitos racionais, mas admira.

Vai além... muito além...

Além da Terra, além do céu, fora do sistema Solar.

Poeta é um ser iluminado capaz de ouvir o farfalhar de folhas orvalhadas, o marulhar de águas encantadas... O ruído de Sol ao nascer, um coração solitário a bater.

Poeta é um prosador iluminado? Ou iluminado é o prosador que se ilumina no poeta?