EXERCITANDO A MENTE

Felicidade Albertino Méia Nos oceanos da vida Muitos icebergs enfrentei Mas, por Jesus protegida Em nenhum deles esbarrei. Ressacas da incompreensão Espumavam intolerância; Com amor e compreensão Deixei-os todos à distância. Brincadeirinha! Nada disto aconteceu Quis a mente exercitar Sem ser verdade valeu, No caso, o importante é rimar.

IMPORTA VALORIZAR NOSSA LITERATURA

Marlusse Pestana Daher Quando alguém gosta de fazer alguma coisa, gosta também de partilhar o resultado do que faz com as pessoas do seu convívio. Entre esses gostos se inclui o de escrever. Há muita gente escrevendo no Espírito Santo, pouca consegue colocar na imprensa ou publicar seus escritos. Confesso que sinto uma inevitável sensação de desalento, ao chegar a uma livraria e verificar que de forma bonita, chamativa, atraente, a maioria das obras oferecidas são de autores estrangeiros que, ou repetem em outros termos histórias conhecidas, ou as colocam em outros cenários, outras terras, onde o clima é outro, são outras as realidades. É verdade que são resposta aos anseios do nosso, muito

PRÉ-ADOLESCENTES

Anna Célia Dias Curtinhas Três amiguinhas comemoram os seus aniversários no prédio da Patricia. “Mila, foi boa a festinha de vocês?” “Mais ou menos, mamãe.” “O que houve?” “Os meninos falaram que a Pat é safadinha. Mas, também, ela beijou o Tatá, o Gui e o Fê.” “Filha, quando você compra um picolé, você quer que ele esteja embrulhado ou desembrulhado?” “Embrulhado. Nunca vou comprar um picolé lambido.” “Assim acontece com os meninos. Eles não vão querer moças, que passaram de mão em mão, para se casar.” “Ai, mamãe, você tem cada ideia...”

Letra se queda (Letra fica)

Helena Ospina Não quero poesia, à margem da vida! Porque a poesia se não tem vida… Morta fica! Porque a poesia se não tem vida… Letra fica!

Postagens anteriores

Envie seu email