CONSTRUINDO SENTIMENTOS

O que é a coisa mais fina do mundo ? Estudo ou sentimento ? A coisa mais fina do mundo é o estudo, a busca do aprimoramento do saber, do refletir. É o esforço compromissado do pesquisar, do descobrir. Não ! O sentimento é a coisa mais fina do mundo ! O sentimento é a esperança que torna real o coletivo, que faz e não deixa acontecer. Porém, sem sentimento o estudo perde sentido. Sem estudo o sentimento fica empobrecido. Mas, se junto ao estudo estiver o sentimento, a tarefa do julgador será construir a justiça.

FUTURO SUBLIME

Nos conflitos das relações humanas, na luta contra o Bem e o Mal: com o outro, sempre em busca da perfeição, entre DEUS, O MUNDO, O OUTRO. No encontro a unidade referencial e a subjetividade, vivo em conflito, em eterna sublimação, numa procura incansável, em direção indefinida, sem nenhuma previsibilidade de chegada. Construo minha história particular atendendo necessidade visceral de pura sobrevivência. Deixo meu referencial, parto ao encontro do irmão: - Eu, não sou eu amanhã!

SER MULHER

Frágil, porém gigante na coleta de atividades. Como autêntica guerreira lutando para sobreviver age com capacidade. Você mulher se destaca em qualquer momento, em qualquer lugar. Nos salões, nas academias, na arte de cozinhar. Do congelado, ao omelete, do leite, à ambrosia, rocambole, uma torta especial. Sua habilidade, seu encanto pessoal funcionam como sutis segredos na arte de bem viver.

É CARNAVAL

Os tambores ressoam. Gente que ri e canta ao prazer da folia. Gente que curte seu corpo esquece a sua alma Porque é Carnaval. Mulheres quase nuas pulando e cantando, estrelas buscando esplendor, essências dos salões, das ruas entre palhaços e pierrôs Porque é Carnaval. Uma noite infinita. Mulheres em desvarios, alegres, combalidas entre homens acabados se deitam em restos orvalhados, esteira de folhagem ressequida Porque é Carnaval. Ainda fantasiadas, elas seguem rumo ao mar, esperam lavar suas almas até então arruinadas, mentes empobrecidas. Seus corpos já estão lavados de suor e muita bebida Porque acabou o Carnaval.

MULHER MESTRA

Você pertence à classe de profissionais que encara a educação como prioridade para o progresso de uma Nação. Ser mestra é pregar o bem Espalhar luz e verdade. Ser mestra é ser mãe também. É ser paz, amor, bondade, Ser mestra É chama que ilumina Corações abertos em flor. É fé, coragem, sã doutrina É força do sol Criador. Ser mestra é plantar roseiras Colher por entre espinhos Flores ternas de gratidão. Flores puras verdadeiras Esparsas pelos caminhos, Esteios de uma Nação.

MÃE

Tu foste a rainha florida Dos meus dias risonhos, Dos meus perdidos sonhos Dos meus ais Que a vida encheu Rainha de toda minha vida Serás sempre rainha No altar do céu.

A DANÇA DA LAMPARINA

Antes do sol ser içado para o centro do firmamento, seus raios são delicadas faíscas douradas, que pintam de vida a folhagem da escura mata. Para o sol iluminar as terras férteis da grande fazenda, inda faltam algumas horas. Está tudo na mais perfeita ordem. Ainda abria os olhos com dificuldade. Figuras diabólicas, de repente, povoaram meu pensamento e encheram de horror meu despertar. Via ao meu lado dois horrendos negros ensanguentados, aqueles que foram sacrificados no terreiro. Ainda via as marcas das chibatadas. Sangrando as feridas!? Aparentemente teriam dormido comigo?! Seria um sonho ruim? Tentei gritar e o medo aprisionava a voz. Aquele era um momento de horror. Parecia um pesadelo

Postagens anteriores

Envie seu email