Manias

Vou começar um passeio, em pouca velocidade. Um passeio divertido, em local agradável, que traga encantamento, verdadeiro entretenimento. Capturando o instantâneo, para reforçar a amizade, vou levar você comigo, vai ser divertido, pura felicidade. Vamos apreciar a natureza, novos costumes, ou até mais. Vai ser excitante saborear a paz, curtir a liberdade. São lindos bosques, cachoeiras, plantações e currais. A culinária é diversificada, os casarios bem conservados, tudo cuidado com carinho pelos povos locais. Se resolver subir as montanhas, e almoçar, curtir clima agradável e com a família repousar, escolha um restaurante, nas vilas ou na estrada. Vai gostar, tenho certeza, da hospitalidade!

Lembranças que dão água na boca

Se você oferece frango com quiabo e polenta, gostosa composição, traz de volta lembranças imagens da zona rural: aves no terreiro abatidas no momento certo, o moinho, água correndo na bica, verduras no quintal. Galinha ao molho pardo de vovó maneira preferida, prato feito com sangue da “penosa”, a própria vítima. Hoje há escassez do produto, preço da industrialização, as aves já vem abatidas. Quindim, doce da vovó, uma boa sugestão, pequenino, um pingo dourado, doçura sem igual. Para atender aos gulosos em várias confeitarias já se encontra o quindão.

A culinária é uma caixinha de segredos

Se é jovem o seu convidado para o almoço de amanhã carne é o alimento completo, mostre bom jeito de anfitriã. Como entrada, tira gosto, um coquetel de cerejas? Muita cerimônia para o amigo preferido. Nada porém deve acontecer, apenas um almoço bem servido. Se o doce de coco Não vem acompanhado de queijo, diz o provérbio antigo: “é abraço sem beijo”. Não esqueça este refrão use truques rotineiros, tem sempre gosto amargo o fracasso de uma refeição. Baba de moça, uma delícia. Esta sobremesa vem a contento servida com galanteio. Duplamente apreciada levará embalada no seio a ventura pela conquista da pessoa amada. Minha amiga, cuidado, Aproveite o momento que a vida lhe deu. Cadê o namorado? Se

Quando o assunto é comida

Nossa terra tem muito sol, comida estimulante, avidez de amor ardente. Juro que a Deusa Afrodite acrescenta aos nossos pratos pitadas de não sei o quê, de maneira surpreendente. Que me perdoem a “buona” gente italiana, os lusos de uma vida inteira. Prefiro os condimentos da comida brasileira. Com receitas selecionadas, faça o cardápio de antemão, simples, de bom gosto, prático, econômico. Daí a eficácia do seu trabalho o sucesso de sua reunião. Os “toques” aqui mencionados seguidos com seriedade você dispensará apostilas, cursos programados. Para ser perfeita anfitriã basta ter criatividade.

Acertando o tom

A vida vai, a vida vem... Como onda que se eleva, vaga, tudo passa... tudo é transitório. O real não se mostra, apaga, ultrapassa o que é em movimentos ondulatórios e dispensa entendimentos. Pois é... Cultivando várias formas de vida o homem age como se de ferro fosse: cria sua religião, assume alma de criança, busca ter, destrói identidades, veste máscaras, desfaz crença, cria novas formas pelo verbo. Sonha... Na tentativa de vencer outras esferas, o homem vive de forma intensa, cria lirismos e se afasta do real. Pela arte escoa toda sua vida, procura repouso, combate obstáculos. Cria... Na pintura, como criador de mundos, expõe o texto em fragmentos, imprime movimentos. Usa cores na intenc

Natureza

Pode haver coisa mais bela do que uma flor nascida na tapera? A ave que no pequeno ninho Balanceia, ou a lua que dourando a treva a incendeia? Eu já vi sombras e flores, vi águas, fontes, verduras, vi aves morrendo de amores, o sol queimando lavouras, com tintas de todas as cores. Justo, agora, pergunto: – quem pode ser o autor de toda beleza? Olhe atentamente e verá quem é a raiz do mistério, a luz, a força, a razão, a capacidade, senão o Deus, Senhor de todas as coisas?

FLORES...

Vitória, Cidade Presépio, que a todos seduz! Cidade Sol, com o céu sempre azul, é espaço curvilíneo que, nas curvas do Penedo e ao balanço do mar, os segredos do mundo abraça. Em sua ruas arborizadas passaram histórias, mistérios que acalmam e confortam. Relicário de velhas árvores, Vitória guarda segredos que em verso algum se traduz. As pontes altaneiras enfeitam a Ilha. Tudo nos faz sonhar, delirar, pensar, amar você. Quem caminha pelas praças e ruas de Vitória logo percebe que os ipês estão floridos. São pencas de flores que se derramam pelas calçadas e quintais de antigas residências. Os ipês, vestidos de festa da cabeça aos pés, se pintam de amarelo nos jardins da Costa Pereira. São ta

Postagens anteriores

Envie seu email